quarta-feira, 13 de maio de 2015

XXXVIª. SEMANA DO NEGRO NO MARANHÃO

XXXVIª. SEMANA DO NEGRO NO MARANHÃO
PERÍODO: 05 A 30 DE MAIO DE 2015
Tema:
POLITICAS AFIRMATIVAS E TERRITORIALIDADE NA AMERICA LATINA.
Uma visita à nossa história há de mostrar a posição na estrutura social que ocupam negros e negras nesse país, reunindo conquistas como a afirmação de sua identidade recontando sua história e construindo novos caminhos.
A resistência negra após a abolição continuou se reafirmando, protestando contra os castigos corporais e as más condições de vida do povo negro e durante todo esse tempo, negros e negras têm lutado por uma posição digna na sociedade brasileira.
Depois da realização da III Conferência Mundial Contra o Racismo, realizada em Durban/África do Sul em setembro de 2001, a temática racial no Brasil vem nos últimos anos, ganhando uma maior visibilidade em nossa sociedade. A questão racial hoje está pautada na agenda política nacional e estadual como um fator relevante, e isso traduz a luta histórica das organizações do movimento negro.
Há um reconhecimento por parte da sociedade brasileira que de fato a população negra foi e vem sendo prejudicada no acesso aos vários espaços da estrutura social, no emprego, na educação, na saúde e na ausência de políticas públicas em geral para o segmento da população negra urbana e rural do nosso país.
Na XXXVI Semana do Negro no Maranhão, o Centro de Cultura Negra traz para dialogo o tema: Políticas Afirmativas e Territorialidade na América Latina, como forma de dialogar sobre diversas politicas que envolvem a população negra no Maranhão, no Brasil e na América Latina como espaço de troca de conhecimentos e construção de um novo olhar. Ainda pretendemos construir elementos fortes que possa servir de combate ao racismo e discriminação racial, pois são esses os maiores violadores de direitos da população negra no mundo.
Estamos falando de ações afirmativas por entender que se trata de um conjunto de medidas voltadas a grupos discriminados e vitimados pela exclusão social ocorridos no passado ou no presente.
Falamos também de territorialidade na América Latina por entender que a realização do II Colóquio Internacional de Quilombos, a ser realizado na Cidade do México, no Estado de Oxaca, em novembro de2015, terá como ação dialogar sobre a territorialidade e a proteção dos afrodescendentes (Quilombolas, Cimarrones, Cumbes, Djuca, Saramaka, Garrifunas), pois entendemos que a territorialidade e a proteção são direitos fundamentais, pois representam não apenas à sua sobrevivência, mas a segurança de sua continuidade enquanto grupo étnico. Assim, o Centro de Cultura Negra espera está contribuindo com sua missão enquanto entidade do Movimento Negro.
Fonte: CCN-MA




0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2009 Ofensiva Negritude All rights reserved. Powered by Blogger
Blogger Template by Anshul